segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Novidades...creche!!



Sim, é verdade. Afinal para já não precisamos do mylittleseat. Depois de muito ponderar chegamos à conclusão que iria ser muito complicado conseguirmos ir levar e buscar o André a casa das avós todos os dias e depois ainda fazer a viagem para o trabalho. Iríamos gastar muito tempo e seria super cansativo. Então, visitamos as creches e decidimos que o André fica numa aqui pertinho de casa...
Hoje foi o seu primeiro dia, isto é, primeira hora e meia. Como começo a trabalhar dia 22 optamos por leva-lo aos pouquinhos para que se adapte melhor. Não foi fácil. Assim que ele me perde de vista desata a chorar e corta-me o coração, só quer o colinho da mãe... Já experimentou a sopa e a caminha mas dormir lá, não nem pensar...
Estou super assustada. Sei que são profissionais e que com o tempo ele ficará bem mas tenho a minha cabeça inundada de questões e a alma cheia de medos. Será que ele vai continuar a desenvolver-se tão bem como até agora? As viroses que são inevitáveis... Quem vai estar sempre a falar com ele?Sim porque o André é super falador! Quem lhe vai cantar "Chegou o soninho" quando começa a ficar rabugento com o sono? Será que as necessidades dele vão ser todas compreendidas como a mamã faz?...
Tenho muito medo e raiva de quem faz as leis e não percebe que os nossos filhos precisam de nós! O André já tem andado carente desde que diminuí as vezes que lhe dou mama durante o dia e de noite acorda de 2 em 2horas para mamar. Até falei com o pediatra, poderia ser o leite que já não o alimentasse mas não... diz que é carência e como sabe que de noite é só maminha ele não quer desgrudar. Até se agarra ao meu pijama como que a dizer: assim não me foges... Imagino quando começar a ficar sem mim na creche.
De facto criança sofre e mãe... nem se fala! Tenho o estomago cheio de borboletas e a comida custa a passar, pode ser que emagreça lol.

Agora quero encontrar uma mochila bem gira para o André (aceitam-se sugestões) levar para a creche mas quando penso...porque não posso ser mãe a tempo inteiro?!

Ando completamente deslavada... por não dormir e porque já sinto falta do meu homenzinho...Agora dou muito mais valor às mães!




2 comentários:

  1. Mãe realmente sofre... tive de ir trabalhar quando a Leonor tinha apenas 4 meses e meio e custou-me horrores. Acredita que nos custa mais a nós que a eles, porque eles adaptam-se rapidamente às situações. Não deves mostrar ansiedade ou tristeza porque ele vai sentir e vai ficar mais melindrado... Acredita que falo de experiência - o que custa mais são os 1ºs dias. Não sei o que fazes, mas depois até vais gostar de ter a "tua vida" de volta, com a vantagem acrescida de teres os bracinhos dele abertos à tua espera para brincar ao fim do dia!

    CORAGEM! Beijoca*

    ResponderEliminar
  2. Olá mamã! Cheguei aqui por um blog amigo e resolvi espreitar!
    Pois é, custa mesmo deixá-los. Mas ao contrário do que pensava, a mim não me custou mais nos primeiros dias, mas sim com a continuação. As tosses, as viroses, o não saber ao certo como passou o dia. "Mamã, esteve muito bem o dia todo, comeu e dormiu bem" para mim é pouco! Quero saber se riu, se brincou, se chorou, se fez gracinhas, enfim! Mas segundo dizem as mamãs mais experientes, acabamos por nos habituar.
    Mochila linda comprei eu para o meu piolho! Comprei no El Corte Inglés e até não foi muito cara (para a marca que é). Podes vê-las aqui: http://www.emaletas.com/list/245/172/2/1/1/Sammies-by-Samsonite.htm A minha é o corcodilo que custa 27€, mas foi mais batata (acho que 21€). Fez um verdadeiro sucesso. Fica a sugestão!

    ResponderEliminar